Seja bem vindo amigo(a)

Quando Deus abriu a janela do céu e mim viu, perguntou? Qual o seu desejo para hoje?

Eu respondi....”senhor, por favor, cuide bem da pessoa que esta lendo esta mensagem.

Pois ela e minha amiga”

“Tenha um bom dia”



Translate

Pesquisar este blog

Cortando o mal pela raiz


Talvez uma das coisas mais difíceis seja cortar o mal pela raiz! Mas ao mesmo tempo é eficaz! Vejamos: Se você arranca uma planta de seu habitat natural que na maioria das vezes é a terra. Pra quem esta de fora isso pode apenas fazer parte de uma rotina (pra quem colhe, planta e etc.) ninguém jamais parou pra pensar, que a planta pode sentir dor! Quando se planta com a finalidade de se colher para consumo ou outra coisa, obrigatoriamente a planta vai ter que ser arrancada, aquilo faz parte de um ritual, plantar, crescer e arrancar. Mas para nós humanos, isso não faz diferença, o que importa é a comercialização desse alimento, ou fruta, ou qualquer outra coisa. Nos plantamos e cuidamos com cuidado, damos carinho a esses vegetais, eles crescem, se reproduzem e quando tudo parece estar da melhor maneira possível , alguém precisa arrancar-la para continuar o processo que se iniciou na sua plantação!
Se a planta sente dor, talvez a melhor maneira seja arrancando da terra de uma só vez. Se tivesse um processo de retirada da planta de suas raízes, talvez doeria muito mais, pois seria uma retirada lenta, por mais cuidadoso que seja esse processo, tudo que está ligado a nossas raízes, sempre terá um processo dolorido de separação!
Então é melhor que o faça de uma só vez, do que se prolongue o sofrimento! (no pain, no gain!)
É assim na nossa vida também. Cultivamos amor, queremos cuidar bem, mesmo sabendo que esse amor não te possui (assim como um plantador não possui a sua árvore), queremos que cresça, se caí uma folhinha ficamos tristes. Com o passar dos tempos, vão caindo folhas e mais folhas e para não permitir que essa árvore morra de forma trágica, é melhor arrancá-la pela raiz, do que a vê sofrendo aos poucos. Talvez isso doa mais em você do que na própria árvore. Mas tudo isso é necessário para evitar sentimentos prolongados.
No final das contas, tudo passa e tudo que se passou vira aprendizado. Talvez precise cuidar mais da sua árvore na próxima vez, ou talvez precise dá menos atenção a ela. Nem toda árvore que é bem cultivada, vinga saudavelmente!

Postar um comentário